Como investir no marketing digital para agropecuária?

Produtores que derem esse passo à frente irão colher mais cedo resultados de uma área ainda pouco explorada pelo setor


Table of Contents


Ilustração: uma mão coloca uma moeda em um megafone. Ao fundo, pés de milho, representando o marketing digital para agropecuária.O marketing digital é uma estratégia mais barata e mais eficaz para divulgar uma marca, produto ou serviço, alcançar um público mais segmentado, ganhar reconhecimento na internet e, consequentemente, fechar mais vendas.

O setor agropecuário tem grande potencial para se beneficiar do marketing digital, e o aumento da conectividade no campo tem possibilitado cada vez mais esse investimento. Mas ainda há algumas barreiras. Trataremos de tudo isso neste artigo.

Quais são as barreiras de entrada do mercado de agropecuária no digital?

A principal barreira é o acesso à internet. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mais de 70% das áreas rurais não contam com acesso à internet no Brasil, em pleno 2022.

Isso mesmo com a importância da internet para o setor. Nas palavras do próprio Mapa, “a conectividade no campo é um tema de suma importância para o agro brasileiro”.

“Dela é possível obter melhores resultados na produtividade, redução de custos e otimização do tempo, realização de prognósticos e utilização de aplicativos que facilitam o trabalho dos produtores”, disse o ministério. 

A boa notícia é que esta já é uma preocupação que está no radar do poder público. 

O estudo “Cenários e Perspectivas da Conectividade para o Agro”, feito pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP, traça um cenário em que é possível ampliar a cobertura de internet de 23% para 48% nas áreas rurais até 2026, apenas aproveitando as 4.400 torres e antenas já existentes no Brasil.

Só com esta medida já seria possível aumentar em 4,5% o Valor Bruto de Produção (VBP).

Outra boa notícia é que, mesmo com a baixa cobertura e as várias áreas remotas no meio rural, os produtores que têm acesso à internet estão cada vez mais conectados, especialmente os mais jovens.

Segundo a oitava pesquisa Hábitos do Produtor Rural, da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agro, lançada em 2020:

  • 94% dos produtores rurais têm smartphone (em 2017, quando tinha saído a pesquisa anterior, eram apenas 61%);
  • 57% dos entrevistados são heavy-users: acessam a rede 15 ou mais vezes por dia;
  • 74% dos produtores usam a internet para se atualizar;
  • 76% dos produtores usam Whatsapp para realizar negócios.

E esses percentuais devem estar ainda mais expressivos agora em 2022, depois de dois anos de uma pandemia que fez explodir os negócios digitais.

Quais as vantagens do marketing digital para agropecuária?

Uma vaca em frente a um gráfico de barras.Aqueles produtores rurais que saírem à frente e investirem em marketing digital irão colher os frutos da decisão primeiro, verão sua marca se valorizar, a confiança aumentar entre os clientes e as vendas se ampliarem também.

Isso porque, entre as principais vantagens do marketing digital no agronegócio estão:

  • Você pode oferecer conteúdo de qualidade para seu público-alvo, o que vai aumentar a confiança no seu negócio e também trazer novos potenciais clientes;
  • Pode segmentar seu público-alvo para oferecer conteúdos e anúncios patrocinados cada vez mais personalizados, o que os tornam mais bem-sucedidos e evita o desperdício de recursos;
  • Com a presença on-line, à mão de qualquer um que fizer uma pesquisa no Google, você pode colocar sua marca em evidência e pode ser encontrado mais facilmente;
  • Pode conhecer melhor os hábitos de consumo do público que você quer engajar e acompanhar a jornada de compra do cliente;
  • É muito mais fácil medir os resultados e adotar apenas as estratégias que deram mais certo.

Afinal, como investir no marketing digital para agropecuária?

Um homem correndo em um gráfico de barras. No lugar de sua cabeça há uma moeda de um real.É possível investir em marketing digital sem grandes custos e, ainda assim, obter um grande retorno.

O primeiro passo é fazer um planejamento e criar estratégias específicas para seu negócio.

Será preciso identificar seu público-alvo para entender suas necessidades e desenvolver ações que vão atendê-las.

Também é preciso entender o mercado em que seu negócio está inserido e analisar como a concorrência atua.

Por fim, é necessário pensar nos canais de comunicação ideais para divulgar sua estratégia de marketing e acompanhar os resultados, para ver o que está funcionando ou não.

Quatro estratégias de marketing digital são essenciais para quem quer sair na frente:

1. Faça um website

Esse é o ponto de partida para sua estratégia de marketing. Ter um site com todas as informações, os produtos e os serviços agrícolas da sua empresa faz com que seus consumidores te encontrem mais rapidamente online, atribuindo à sua marca todos os benefícios que falamos no tópico anterior.

É importante caprichar. Faça um site bonito, com um conteúdo que seja a cara da sua empresa, para impressionar e, principalmente, fazer o cliente confiar em sua marca.

2. Cheque seu SEO

Em seguida, é preciso garantir que seu site seja encontrado pelo Google e demais motores de busca.

SEO, ou Search Engine Optimization (em português, otimização para motores de busca) é uma técnica que consiste no uso de palavras-chave que o Google irá indexar, ler e analisar no seu website. 

Ter esforços de SEO eficazes fará com que o site do seu agronegócio seja encontrado mais rapidamente nas pesquisas do Google de acordo com o que o usuário estiver pesquisando. 

3. Produza conteúdo de qualidade

Seus clientes precisam ler, ver e ouvir você. Você pode investir em:
  • blog,
  • vídeos,
  • podcasts,
  • infográficos,
  • eBooks,
  • PDFs,
  • webinars, dentre vários outros formatos.

Quanto mais seu cliente souber quem é você, o que faz, como faz, o que vende e como vende, mais pronto ele estará para adquirir seu produto.

4. Esteja nas redes sociais

Como mostramos antes, os produtores rurais que já têm acesso à internet estão cada dia mais conectados. 

O WhatsApp, por exemplo, se tornou um importante canal de comunicação e de negócios. O YouTube quase triplicou de importância entre 2017 e 2020, segundo a 8ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural, da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agro.

É importante aproveitar esse potencial das redes sociais para apresentar seu produto e também interagir com seu público-alvo e se mostrar sempre disponível para fechar novos negócios.

Quer investir em marketing digital, mas não sabe por onde começar? Entre em contato conosco e tire suas dúvidas com um especialista!

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts