Conteúdo de Qualidade: como criá-lo e qual é a sua importância?

A produção de conteúdo de qualidade é o que garante o sucesso das estratégias de marketing de conteúdo


Table of Contents

Ilustração: uma mão escrevendo em um pedaço de papel que sai de um notebook, representando o conteúdo de qualidade.

Produzir conteúdo de qualidade é um desafio para muitas empresas que investem em uma estratégia de conteúdo

Isso se dá devido não apenas a todas as dificuldades operacionais, como a formação de equipes, contratação de ferramentas e definição de processos. 

Mas, também, à complexidade do entendimento do que, de fato, é um conteúdo de qualidade e quais são suas características. 

Contudo, sua compreensão pode ser a diferença entre o sucesso e fracasso das atividades de marketing digital.

Se você tem essa dúvida, chegou ao lugar certo. 

No texto a seguir, saiba o que é, qual é a importância e como produzir conteúdos de alta qualidade.

O que é conteúdo de qualidade?

Conteúdo de qualidade é aquele que responde às dúvidas do usuário de maneira clara, prática, rápida, confiável e acessível. Essas dúvidas podem ser simples perguntas ou a busca por materiais aprofundados sobre um determinado assunto. 

Ou seja, depende da intenção do usuário ao qual se destina. 

O leitor de internet tem à disposição uma vasta quantidade de informações. É por isso que os fatores citados são relevantes não apenas para esclarecer e se fazer compreensível a informação, mas também para torná-la rastreável por motores de busca e outras formas de pesquisa. 

Para facilitar a compreensão, vamos recorrer a um exemplo utilizando a mais utilizada ferramenta de pesquisas do mundo, o Google

Imagine que um internauta digite na barra de pesquisas o termo “quantas calorias tem uma cenoura”. 

Aqui sua intenção é saber uma informação específica, algo que pode ser respondido em uma linha de texto ou uma tabela, por exemplo. 

Agora, suponhamos que o mesmo usuário digite “receita de cenoura cozida”. 

Nesse caso, as respostas necessitam de um pouco mais de desenvolvimento. 

Mas, se ele digitar “benefícios da cenoura”, provavelmente está buscando um conteúdo ainda mais aprofundado. 

É por isso que um texto que vise agradá-lo deve trazer ainda mais informações e, portanto, ser mais aprofundado. 

O mesmo princípio se aplica a diferentes canais e formatos, por exemplo. 

Em redes sociais como o Instagram e o TikTok, normalmente as pessoas buscam conteúdos de consumo imediato. O contrário ocorre em plataformas de artigos, como Medium, LinkedIn Pulse e outros formatos, como os ebooks e podcasts. 

Assim sendo, podemos dizer que o conteúdo de qualidade se adapta ao que deseja o usuário, proporcionando a solução para um problema ou a remediação para uma dor de acordo com suas necessidades. 

Qual é a importância da qualidade do conteúdo?

Ilustração: uma máquina de escrever, na qual há uma folha de papel com um coração desenhado.

O conteúdo de qualidade é muito importante quando aplicado junto a uma estratégia de marketing de conteúdo. 

Isso porque é a maneira mais prática de atrair visitantes, gerar leads, conquistar sua confiança e transformá-los em clientes. 

Em suma, ao responder às dúvidas do usuário, uma marca gera oportunidades de vendas. 

Contudo, não basta que a pessoa apenas chegue às páginas desejadas. 

É preciso que o conteúdo tenha qualidade de informações e preste um serviço de esclarecimento, sanando suas dúvidas e estreitando os laços entre consumidor e empresa. 

Em outras palavras, a atração de visitantes é apenas uma das características de um bom conteúdo. Ele deve ser útil, agradável e relevante para conduzir os potenciais compradores pelas etapas do funil de vendas em uma estratégia conhecida como inbound marketing.

Essa é a forma mais utilizada para monetizar a produção de conteúdo, encantar o leitor e, consequentemente, gerar resultados para um negócio. 

Como criar conteúdo de qualidade?

Ilustração: uma mão esticada para apertar um botão de um teclado.Para criar um conteúdo de qualidade, é necessário levar em conta uma série de fatores. 

Afinal de contas, há grande concorrência no que diz respeito à conquista da atenção dos usuários na internet.

São muitas empresas que utilizam canais digitais como blogs corporativos, redes sociais, email marketing, website, aplicativos de comunicação, mídia paga, entre outros. 

Assim, compreender o que (e como) deve ser feito é um diferencial na hora de produzir conteúdos na web. 

A seguir, conheça algumas características frequentemente encontradas em peças que possuem uma boa performance. 

Relevante

Um conteúdo de qualidade deve ser relevante. 

Como citado anteriormente no texto, é preciso que ele responda à dúvida do usuário e cumpra a promessa do título. 

Contudo, o criador de conteúdo deve pensar em outras informações que venham a calhar na hora da produção. 

Ao enriquecer um texto com conhecimento relacionado, ele torna-se relevante para o usuário, aumentando as chances de levá-lo para uma próxima etapa do funil. 

Útil

O conteúdo útil é aquele adaptado à persona. 

Ou seja, dialoga diretamente com a pessoa que deseja acessar as informações. 

Perceba que uma busca por “novas regras para a aposentadoria” pode nos apresentar diferentes abordagens: a perspectiva de um usuário que deseja se aposentar ou, por exemplo, um advogado que precisa de informações sobre a nova lei. 

Nesse exemplo, o primeiro caso poderia trazer um linguajar adequado ao usuário regular, atraindo potenciais clientes para um escritório de advocacia. 

No segundo caso, é possível utilizar-se de uma comunicação mais técnica, com termos e expressões voltadas a advogados, atraindo potenciais clientes de um curso de pós-graduação em direito, por exemplo. 

Em suma, é preciso que o conteúdo seja funcional para a persona do negócio.

Estruturado

O conteúdo estruturado é aquele que tem o consumo facilitado pelo criador, proporcionando uma boa experiência de leitura

Ou seja, a informação deve ser facilmente encontrada pelo usuário. 

Isso diz respeito à maneira como é formatado, utilizando-se de recursos como título, subtítulos, bullet points, tabelas, infográficos, imagens, negrito, itálico, tamanho de parágrafos, entre outros. 

Em outras palavras, sua escaneabilidade. O leitor de internet se caracteriza pela leitura dinâmica, em que procura pela solução de seus problemas ao passar os olhos pelo conteúdo. 

Seu dever é ajudá-lo a encontrá-la rapidamente. 

Aprofundado

Só porque um conteúdo possui poucas palavras, não significa que ele deve ser raso. 

Pelo contrário, é dever do criador trazer a informação mais completa possível, embora seja recomendada uma versão sintética para, a seguir, complementá-la com outros detalhes. 

Isso, claro, também depende do nível de profundidade exigido de acordo com a necessidade de quem irá consumi-lo. 

Atual

O conteúdo para web deve ser o mais atual possível. 

No mundo digital, descobertas ocorrem o tempo todo. 

Especialmente na otimização para mecanismos de buscas (SEO), esse é um fator muito importante para que os conteúdo alcancem altos rankings nas páginas de resultados. 

Além disso, o usuário busca por informações frescas. 

É por essa razão que muitos criadores lançam updates, até mesmo em materiais já publicados, especialmente em conteúdos evergreen. 

Didático

Muitas peças de conteúdo têm uma função educativa. 

Por isso, devem ser didáticas, cumprindo o objetivo explicativo. 

É por isso que termos complexos, frases longas ou expressões técnicas normalmente devem ser deixadas de lado. 

Além disso, o conteúdo deve ser apresentado de maneira lógica e linear, facilitando sua compreensão.

Acessível

Um bom conteúdo deve ser acessível. 

Isso se refere, principalmente, a duas modalidades de acessibilidade. 

A primeira se refere a um elemento tecnológico, a responsividade. Ou seja, o material precisa se adaptar a diferentes tamanhos de tela e dispositivos. 

Já a segunda é voltada a uma razão social, permitindo que pessoas com deficiência ou analfabetas também possam ter acesso ao conteúdo produzido.

Confiável

Por fim, é preciso que o conteúdo seja confiável. 

Existem várias técnicas para trazer credibilidade à mensagem, como entrevistas com especialistas, citação de fontes e links para pesquisas e dados. 

Se você busca um parceiro para ajudá-lo na criação de conteúdo, pode ser uma boa ideia utilizar de serviços de marketing terceirizados. 

Se esse é o seu caso, saiba também o que uma agência de marketing digital full service pode fazer pelo seu negócio. 

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts