Passo a passo para vender no agronegócio e atender o cliente

Saiba como o marketing digital e a produção de conteúdo de qualidade podem alavancar pequenos e grandes negócios


Table of Contents

  1. Conheça seus clientes
  2. Crie canais de venda
  3. Aborde o cliente
  4. Entenda a necessidade do cliente
  5. Negocie com o cliente
  6. Feche a venda
  7. Atenção ao pós-venda

Ilustração: uma mulher negocia com um vendedor em uma venda de feira, representando a venda no agronegócio.Não adianta você ser um excelente produtor rural ou ter o melhor maquinário para o agronegócio se não souber como vender seus produtos e garantir que seu valor seja reconhecido no mercado.

Mas, afinal, como vender no agronegócio? Quais as melhores estratégias? Como o marketing de conteúdo pode ajudar nesse processo? Acompanhe o artigo para tirar todas as dúvidas a respeito. 

Passo 1: Conheça seus clientes

O primeiro passo para otimizar as vendas no agronegócio é conhecer seus clientes. Tanto os potenciais quanto os que já foram fidelizados.

Ao ter em mãos informações sobre seus clientes – lembre-se de se adequar à LGPD –, separe-os em grupos. Que podem ser divididos da forma como funcionar melhor para seu negócio, por exemplo:

  • pelos interesses que eles têm em comum
  • pelo tamanho do imóvel rural
  • pelas características demográficas do cliente (idade, gênero etc)
  • se eles são mais afeitos ao universo tecnológico ou não etc

Ao conhecer o perfil dos seus clientes, será mais fácil pensar em ações ou produtos que atendam a suas necessidades.

Passo 2: Crie canais de venda

É preciso criar canais de venda para atender seus clientes. Eles podem ser físicos ou virtuais, diretos ou indiretos.

Mas há uma tendência cada vez maior pelo uso da tecnologia e dos canais virtuais para o atendimento dos potenciais clientes e também para a pós-venda. 

O importante é que, seja qual for o canal de venda escolhido para seu público-alvo, ele esteja sempre à disposição para atender as demandas do cliente.

Passo 3: Aborde o cliente

O cliente que chegar até seu canal de atendimento, seja ele físico ou virtual, deve ser recebido com uma abordagem receptiva, simpática e cuidadosa. 

Isso vale tanto para quem está chegando pela primeira vez quanto para aquele que já está fidelizado.

Lembre-se que seu cliente antigo também precisa ser abordado, nessa primeira fase da venda, com o mesmo cuidado da primeira vez.

Um erro comum dos vendedores é relaxarem quando notam que o atendimento é para alguém já fidelizado. E, assim, correm o risco de perder um consumidor antigo por conta desse deslize..

Passo 4: Entenda a necessidade do cliente

Durante a abordagem inicial, é importante tentar entender de forma clara quais são as dores e as necessidades do cliente.

É imprescindível que você tenha conhecimento total dos produtos e serviços que estão à venda, para que possa oferecer aqueles que têm mais a ver com o que seu cliente precisa, de acordo com o perfil dele.

Também é preciso, nessa etapa, demonstrar ao possível comprador que nem sempre o produto mais barato é o que atende melhor seus objetivos. Para isso, é importante conhecer a fundo os benefícios do que você se propõe a vender, assim como os itens oferecidos pelos concorrentes, para ser possível traçar uma comparação.

Passo 5: Negocie com o cliente

Esse é o momento da venda em que um cliente costuma apresentar suas objeções. Em que ele normalmente aponta que o produto “está muito caro” ou que o do concorrente “parece fazer mais” por ele.

Nas etapas anteriores, você ouviu as necessidades do cliente e já apresentou a solução que seu produto ou serviço pode levar a ele. Agora, é a hora de ouvir as ponderações finais que surgem antes de concluir o negócio.

É nesta etapa que você poderá apresentar as políticas de prazos e descontos que a empresa poderá oferecer para contornar as dificuldades apontadas pelo comprador.

Passo 6: Feche a venda!

Quando a etapa anterior está caminhando para ser bem-sucedida, você já pode fazer perguntas que levem o cliente ao encerramento do processo de compra. Por exemplo, onde ele quer que o maquinário seja entregue ou como será a forma de pagamento.

Quando as etapas anteriores ocorreram tranquilamente, o fechamento vai ser natural e bem-sucedido.

Passo 7: Atenção ao pós-venda

É preciso ter atenção ao pós-venda para que o comprador se torne um cliente fiel, ou continue sendo.

Deu tudo certo com a entrega do produto? O pagamento foi contabilizado? Se houve algum defeito ou foi preciso fazer uma troca ou ajuste, você precisa ter um setor ou pessoa responsável por esse olhar cuidadoso com seu cliente.

Você pode fazer um acompanhamento por email, telefone ou mesmo com visitas in loco, que podem ser oportunidade de fechar novos negócios.

Marketing digital ajuda a aumentar as vendas no agro

Uma mão segura um íma que atrai moedas.Se seu negócio possui um site com conteúdos relevantes sobre o produto ou serviço que você vende, as chances de que você seja encontrado pelo cliente que está em busca do que você tem a oferecer aumentam muito.

Pense como era antes de a internet ter chegado com força ao campo. Você tinha que contar muito com as mídias tradicionais para anunciar seu produto – e um anúncio em revista ou em mídia eletrônica pode custar bem caro. Podia ainda espalhar outdoors pela região, fazer visitas de prospecção e, claro, contar com o “boca a boca”.

Mas, com o marketing digital, é possível fazer sua marca se tornar relevante e seu produto ou serviço conhecido com gastos bem mais baixos que no marketing tradicional. E o “boca a boca” continua ainda mais forte, agora amplificado pelas redes sociais e pelo Whatsapp.

Veja algumas dicas para começar o marketing digital do seu agronegócio:

  1. Faça um website: reúna todas as informações, produtos e serviços da sua empresa, além de todas as formas de contato e canais de venda que você possui. Capriche no visual do site, porque ele vai funcionar como um cartão de visitas para seu negócio.
  2. Invista em conteúdo de qualidade: não basta seu site ser bonito se o conteúdo que está sendo divulgado nele é pobre e pouco vai acrescentar à vida do seu cliente. Você pode fazer posts para blog que trazem informações sobre o segmento em que você trabalha, pode produzir conteúdos para serem disparados para os emails dos seus clientes, pode investir em fotos e vídeos. O importante é que os conteúdos sejam ricos em informação e educativos, o que vai despertar interesse em seus potenciais clientes.
  3. Faça seu site ser visto: como a gente faz isso? Com SEO! SEO, ou search engine optimization, é a otimização que vai fazer com que seu site seja encontrado pelo Google e apareça nas buscas que os potenciais clientes fazem na internet. Essa é a melhor maneira de ser visto nos dias de hoje, em que milhões de conteúdos são produzidos todos os dias – inclusive pelos seus concorrentes!
  4. Direcione seus conteúdos: lembra daquele passo 1 de que falamos lá em cima? Então, uma vez que você conhece seus clientes e os divide em grupos, você pode, neste momento em que está trabalhando com marketing digital, direcionar os conteúdos para os clientes certos. É o momento também para fazer eBooks ou cartilhas que podem ser um diferencial para seu cliente, que vai inclusive estar mais disposto a oferecer algo valiosíssimo em troca: o email.
  5. Esteja nas redes sociais: depois do Google, ou tão importante quanto ele, redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e Tik Tok podem atrair inúmeros interessados em seus produtos ou mesmo fãs da sua marca. Isso para não falar do WhatsApp e Telegram, que se tornaram importantes canais de comunicação e de venda.
  6. Contrate uma agência de marketing agro: parece fácil criar conteúdo, mas a verdade é que esse trabalho requer tempo, dedicação e estudos. Uma agência especializada poderá te ajudar a construir a persona para seu negócio, definir seu funil de vendas e pensar em toda a estratégia para que seu produto apareça como um dos mais relevantes para quem estiver à procura dele nesse mar de oportunidades que é a internet.

Marketing de conteúdo, uma estratégia poderosa 

Nossa segunda dica no tópico acima foi “invista em conteúdo de qualidade”. E é o marketing de conteúdo que vai te ajudar com essa tarefa.

O que é marketing de conteúdo? É uma estratégia para atrair os clientes por meio, justamente, da criação de conteúdos relevantes. Esses conteúdos podem estar em diversos formatos. Por exemplo:

  • Blog posts
  • Posts em redes sociais
  • Webinar, podcast e debates
  • Materiais ricos, como eBooks, infográficos, quizzes e muitos outros
  • Newsletter
  • Etc

Este “etc” abrange uma lista imensa de formatos, e ela só tende a crescer! Afinal, quem imaginaria, há uns cinco anos, que os podcasts estariam bombando como estão hoje?

Um gráfico demonstrando diversos formatos de conteúdo.De todos estes, os blogs posts são provavelmente a principal porta de entrada para atrair visitantes para o seu negócio. 

Isso porque aparecem nos motores de pesquisa, especialmente o Google, responsável pelo maior número de buscas no Brasil e no mundo. 

Por isso, os textos devem ser criados com foco em SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca), estratégia cujo foco é levar as páginas de um blog corporativo ao topo da página de resultados

Para isso, são aplicadas técnicas de otimização de conteúdo como uso de palavras-chave, links internos, link building, design de conteúdo, entre outras. 

Esses conteúdos são pensados para:

  1. atrair os interessados,
  2. convertê-los em potenciais clientes, que inclusive fornecem voluntariamente uma forma de contato (e aí passam a ser conhecidos como “leads”),
  3. e, por fim, aproximar essas pessoas da empresa, ao identificar a intenção de compra que vai culminar num negócio fechado.

Há ainda os conteúdos feitos para ajudar na retenção dos clientes: conteúdos que encantam, que mantêm os clientes engajados com a sua marca.

Essas quatro etapas acima são conhecidas como funil de marketing e são pensadas cuidadosamente pelo profissional que estiver cuidando do seu conteúdo.

Elas vão ajudar a aumentar suas vendas significativamente por meio do conteúdo que qualquer um pode encontrar numa pesquisa no Google.

Se tiver interesse em trocar ideias sobre marketing de conteúdo para o agronegócio, entre em contato conosco! Temos a experiência que pode te ajudar a brilhar nas vendas e se diferenciar nesse mercado tão importante.Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts