Matriz de Conteúdo: o que é e como funciona

Recurso auxilia gestores e estrategistas na tomada de decisões 


Table of Contents


Ilustração: homem segurando um lápis e uma folha de papel, representando a matriz de conteúdo.

Existem diversas ferramentas que auxiliam na execução de uma estratégia de marketing de conteúdo. Uma delas é a matriz de conteúdo. 

Trata-se de um valioso recurso que auxilia em diferentes etapas do planejamento de campanhas. 

Ao criá-la, os processos de criação e auditoria de conteúdo tornam-se mais ágeis e eficientes. 

Isso porque auxilia na definição de formatos, tipos e objetivos, facilitando a vida de estrategistas, produtores e analistas de métricas. 

Se você ficou interessado no assunto, continue a leitura. No texto a seguir, saiba o que é, qual é a importância e como criar uma matriz de conteúdo. 

Por que é importante utilizar uma matriz de conteúdo?

A utilização da matriz de conteúdo é importante para auxiliar na tomada de decisões estratégicas relacionadas à produção de conteúdo, auxiliando em ações como: 

  • Identificação de oportunidades
  • Auditoria e otimização de conteúdo
  • Desenvolvimento de funil de vendas
  • Obtenção de ideias
  • Definição de tipos e formatos de conteúdo.


O que é uma matriz de conteúdo?

Matriz de conteúdo é uma ferramenta de análise de conteúdo que facilita na identificação de pontos fortes, fracos, ameaças e oportunidades em uma estratégia de marketing de conteúdo. Ou seja, facilita o processo de tomada de decisões. 

Em aliança com outras ferramentas como o plano de conteúdo e o calendário de conteúdo, funciona como um instrumento de organização. 

Sua principal função é trazer uma representação visual do que deve ser priorizado no momento da elaboração de ações estratégicas. De fato, a matriz de conteúdo serve como base para a criação dos outros dois documentos citados.

Existem diferentes modelos de matrizes, que podem avaliar ações em canais individuais, formatos ou concorrentes, por exemplo. 

Ou seja, é um elemento dinâmico que pode ser aplicado em diferentes atividades (e para objetivos diversos). 

Para facilitar o entendimento, vamos, primeiro, observar um modelo simples, criado pela agência Orbit Media, o qual nomeia Matriz de Performance de Conteúdo. 

Matriz de conteúdo da Orbit Media

Como você pode ver, uma matriz é uma tabela dividida por linhas e colunas que, nesse caso, resulta em quatro quadrantes. 

Além disso, são definidos dois eixos que representam critérios: tráfego e engajamento. 

Aqui não há muito mistério: 

  • Quando um conteúdo tem alto tráfego e baixo engajamento, aprimore
  • Quando um conteúdo tem alto tráfego e alto engajamento, mantenha
  • Quando um conteúdo tem baixo tráfego e baixo engajamento, exclua
  • Quando um conteúdo tem baixo tráfego e alto engajamento, divulgue


Agora vamos avaliar um modelo com mais elementos, a Matriz do Marketing de Conteúdo desenvolvida pela consultoria digital Smart Insights, um dos mais populares. 

Matriz de conteúdo da Smart Insights

Essa matriz é focada em formatos de conteúdo para utilização em diferentes etapas do funil de vendas

Nesse caso, a linha horizontal mostra quais deles auxiliam no reconhecimento (awareness) e quais devem ser utilizados em um momento mais próximo à compra (purchase). Em outras palavras, no topo, meio ou fundo do do funil

Quanto mais à esquerda do gráfico, maior a distância da conversão. Por exemplo: 

  • Topo de funil: Artigos, guias , infográficos, quizzes, conteúdo viral
  • Meio de funil: Notícias, widgets, relatórios, demonstrações, relatórios e white papers
  • Fundo de funil: depoimentos de celebridades, avaliações, estudos de caso, planilhas de dados e guias de preço, calculadoras


Repare que a linha vertical diz respeito a outros critérios, avaliando quais formatos impactam o lado emocional ou racional do consumidor. 

Assim, são definidos os quatro quadrantes para diferentes objetivos de marketing de conteúdo: 

  • Entreter
  • Inspirar
  • Educar
  • Convencer


A Matriz de Tipos de Conteúdo criada pela Moz, por outro lado, tem como função definir conteúdos de acordo seu impacto em diferentes etapas do funil e dificuldade de produção. 

Matriz de Tipos de Conteúdo da Moz

Assim, conteúdos como notícias e artigos, imagens e social posts são considerados regulares, pois exigem menos esforços para serem produzidos. Ou seja, são criados recorrentemente.

Já eventos, pesquisas de mercado e conteúdos interativos possuem um maior nível de complexidade na confecção e, portanto, considerados “big bang content”, desenvolvidos em ocasiões pontuais. 

Outro modelo interessante é o do Search Engine Journal, criado nos moldes de planilha. 

Matriz de Conteúdo do Search Engine Journal

Ela define um público-alvo (donos de pequenos negócios), seus problemas (pain points) e soluções (solution). 

Por fim, aponta possíveis conteúdos que podem auxiliar na etapa do reconhecimento do problema. Esse tipo de matriz pode ser utilizado para diferentes personas e estágios do funil. 

As matrizes de conteúdo podem ser utilizadas para canais específicos. No exemplo abaixo, criado pela ilustradora Emma Rose, o foco são os blog posts. 

Matriz de Conteúdo de Emma Rose

Por meio de sua matriz de conteúdo, ela define quais são as prioridades de acordo com o objetivo. 

Por exemplo, para conquistar tráfego orgânico, os heading tags e outros elementos semânticos de HTML têm alta prioridade. 

Já para gerar leads com conteúdos fechados (como ebooks e webinários), não há necessidade de aplicação de SEO, classificando a ação com baixa prioridade. 

A matriz de conteúdo é um recurso que pode auxiliar muito a direcionar as ações de marketing da sua equipe. 

Se você quer aprender mais dicas e oportunidades desse universo, que tal se inscrever na nossa newsletter? Assim você passa a receber conteúdos regulares para alcançar resultados ainda melhores. 

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts