Fontes de Tráfego: descubra quais são as principais

Entender as diferenças é importante na hora de criar a melhor estratégia para aumentar número de visitantes


Table of Contents


Ilustração: uma mulher carregando duas malas é atraída por um íma, representando as fontes de tráfego.Saber como funcionam as principais fontes de tráfego é o primeiro passo para quem busca aumentar o número de visitantes em sites e blogs corporativos.

Com mais pessoas acessando as páginas de uma marca, maiores são as chances de transformar visitantes em leads e, posteriormente, em clientes.

Conhecer as características de cada uma dessas fontes de tráfego ajuda na hora de pensar nas estratégias para alcançar um número maior de pessoas do seu público-alvo.

Neste artigo, entenda quais são as principais fontes de tráfego para páginas e como elas são importantes na hora de pensar e aplicar as estratégias de marketing digital.

Quais são as principais fontes de tráfego no marketing digital?

Imagem abstrata: uma mão com uma lupa navegando em um barquinho de papel.

1. Tráfego orgânico

O tráfego orgânico está relacionado aos acessos obtidos com visitantes que chegam a um site ou blog de maneira natural.

Isso ocorre, por exemplo, a partir de pesquisas em mecanismos de busca, como o Google.

Ao realizar uma busca, o usuário encontra diversos links relacionados ao que ele procura na SERP.

Quando ele clica em um deles, o site escolhido estará computando um visitante que chegou até a página por meio de tráfego orgânico.

Empresas que adotam as melhores estratégias de SEO tendem a ter bons índices de tráfego orgânico, já que usam ações que as colocam em boas posições nos resultados dos buscadores.

2. Tráfego social

O tráfego social ou tráfego de mídias sociais é aquele proveniente de perfis nas redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, TikTok, entre outras.

Essa fonte de acesso aos sites e blogs pode ser importante. Quanto mais seguidores, maiores as possibilidades de conseguir aumento de tráfego.

Por isso, é essencial criar boas estratégias de redes sociais e calendários de publicação, além de incluir links para páginas e blog posts de maneira destacada nas publicações.

Também é importante responder dúvidas de seguidores e interagir com eles. Isso traz outros benefícios na relação com potenciais clientes, já que as redes sociais formam um importante canal digital para o marketing.

Ainda é possível usar influenciadores, hashtags ou mesmo anúncios para que conteúdos com links possam alcançar mais pessoas e, dessa maneira, aumentar o tráfego social de um site.

3. Tráfego direto

O tráfego direto é o número de visitantes que chegaram a uma página de destino de maneira direta, seja pela página principal do domínio ou blog.

Isso ocorre, por exemplo,:

  • quando o visitante digita a URL do site ou blog no navegador;
  • ao favoritar a página no navegador e clicar diretamente nela;
  • quando o acesso ocorre a partir de links presentes em arquivos como PDFs.

Ou seja, para abrir a página, o visitante não passou por anúncios ou redes sociais nem fez uma pesquisa em um dos buscadores.

O tráfego direto é uma métrica presente em diversas ferramentas de análise de audiência, como o Google Analytics.

4. Tráfego pagoUma mão segura um mouse. No outro lado do fio está conectado um megafone.

O tráfego pago ocorre quando marcas pagam por publicidade em plataformas de mídia. Estas exibem anúncios ou links patrocinados para obter cliques e acessos que levam até a página do anunciante.

A partir desse tipo de propaganda, as pessoas podem acessar sites e blogs via buscadores, redes sociais ou anúncios em email, por exemplo.

Relatório da Valve+Meter de 2020 aponta que essa estratégia pode elevar o reconhecimento de marca em até 80%.

Ao realizar o pagamento de mídia, as marcas podem exibir seus anúncios de forma direcionada, já que as plataformas conseguem segmentar a publicidade para perfis de usuários específicos, conforme os critérios definidos pelos anunciantes.

5. Tráfego de email

O tráfego de email é aquele originado em plataformas de email marketing.

Isso ocorre quando leads fazem parte de uma base de contatos e podem receber emails diversos, como newsletters ou ações de vendas.

Sempre que um usuário clica em um link de uma mensagem enviada para listas de mailing é contabilizado o tráfego de CRM. 

Quanto maior a base de email, maiores as possibilidades de atrair visitas a partir desse canal de comunicação.

Para aumentar o tráfego de email, considere táticas como:

  • segmentação de listas por perfil e interesse de usuários;
  • criação de newsletter com atualizações e notícias;
  • envio de materiais ricos, como e-books;
  • ações com links em emails automáticos, como os transacionais.

 

6. Tráfego de referência

O tráfego de referência é o recurso pelo qual uma página consegue obter visitas a partir de outros sites e blogs.

Isso ocorre quando marcas inserem hiperlinks em suas próprias páginas que direcionam visitantes para um outro site.

Para conseguir aumentar o número de visitantes por tráfego de referência, é fundamental contar com a parceria de sites terceiros.

Usar guest posts (posts de convidado) em blogs que tenham relação com a marca é uma maneira de conseguir tráfego de referência.

Também é possível criar páginas com análises e pesquisas que serão usadas em hiperlinks de outros sites, o que pode trazer visitas a partir deles.

Por fim, outra tática é usar a assessoria de imprensa de empresas para que elas façam referência a uma página. Press releases, entrevistas ou uso de estudos são exemplos de maneiras de obter backlinks.  

Melhore as fontes de tráfego de sites e blogs da sua marca com o auxílio especializado de quem entende de marketing de conteúdo. Entre em contato conosco.

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts