Conheça as Web Stories do Google e veja dicas para criá-las

Recurso permite o uso de técnicas de SEO junto com pequenos textos e imagens


Table of Contents

um celular com a imagem de um web stories

Provavelmente você já conhece os stories do Instagram, super populares nessa rede social, tanto quanto as fotos do feed. O sucesso é tanto que o Google decidiu criar uma versão parecida, as Web Stories.

Esse é um recurso que tem como objetivo fazer com que o conteúdo seja mais atrativo e fácil de consumir. Nele, a informação é condensada em poucas palavras – sem dispensar o uso de SEO –  e os recursos visuais têm um papel importante (especialmente vídeos). 

Neste artigo vamos explicar por que essa é mais uma ferramenta aliada do Marketing Digital e de que forma ela deve ser utilizada na estratégia da sua marca. 

O que é o recurso Web Stories?

Também conhecido como Google Web Stories (histórias da internet, em português), esse recurso é mais uma forma de produzir e divulgar conteúdos. Ele tem formato de carrossel, no qual é possível unir texto, imagem e vídeos para transmitir alguma informação.

Assim como no caso dos Stories do Instagram, esse formato também preenche a tela por inteiro, e o usuário pode passar pelo slide (ou card) seguinte com o próprio dedo. 

O grande objetivo das Web Stories é oferecer uma boa experiência para o usuário, especialmente se estiver navegando pelo smartphone – pelo desktop também é possível acessá-lo.

Quais são os benefícios das Web Stories do Google?

O excesso de informações disponíveis no ambiente online são incompatíveis com o tempo que temos livre para consumir tanto conteúdo.

Por essa razão, é mais do que compreensível que os usuários busquem algo de rápido consumo, cujas imagens são as protagonistas da mensagem a ser transmitida. 

Além disso, o formato foi criado para proporcionar uma maior interação do público. E isso pode ser feito por meio de enquetes e testes, por exemplo. 

É uma forma importante para saber quanto o usuário está engajado com o seu conteúdo e, ainda, coletar informações sobre ele. No entanto, o grande trunfo das Web Stories não é esse.

Como você pode imaginar, é claro que uma criação do próprio Google traria impacto em resultados de busca e ranqueamento. 

Seguir as recomendações de SEO do buscador, como a utilização da principal palavra-chave, aumentam as chances das Web Stories alcançarem um maior número de usuários.

E como essa é uma aposta do Google, ele disponibiliza os conteúdos das Web Stories em diferentes lugares.

Onde os Stories do Google são exibidos?

Um celular com um envelope

Google Discover

Podemos dizer que o Google Discover é como o feed da home do Google nos dispositivos móveis. É a forma mais personalizada que o buscador oferece para entregar esse tipo de conteúdo.

Resultados de busca convencionais

Neste caso, o conteúdo aparece na SERP como resultado de uma busca específica feita pelo usuário. Ele pode visualizar os Stories no seu smartphone – ou em um navegador desktop –, em formato de grade ou em um único card.

Google Imagens

As Web Stories também aparecem na aba “Imagens” do Google . O recurso fica identificado por um ícone que aparece no canto inferior direito da pré-visualização.

Como ativar as Web Stories?

Esse é um formato que funciona como uma página da web. Há duas alternativas para criar as Web Stories do Google:

  1. Na primeira – e mais simples – basta escolher uma das várias ferramentas de edição de Stories. Essa é a forma mais fácil por não precisar programar, o que a torna mais prática que a criação de um site. 
  2. Já a segunda opção é indicada para quem sabe trabalhar com programação, já que o especialista pode criar do zero a sua AMP Stories (sigla para Accelerated Mobile Pages, ou “páginas aceleradas para dispositivos móveis”). Nesse caso, é indicado seguir o guia Ferramentas para Desenvolvedores do Chrome

Dicas do Google para criar um bom Web StoriesUma mão segurando um celular

O Google disponibiliza um guia com as práticas recomendadas para criar Web Stories que gerem engajamento. São elas:

  • Priorizar vídeos, por gerarem mais engajamento que texto ou imagens;
  • Evitar várias páginas com texto excessivo. Cada página deve ter, no máximo, 280 caracteres;
  • Fazer uso das palavras-chave;
  • Não usar texto gravado na imagem para que ele não seja bloqueado quando for redimensionado;
  • Evitar usar animações repetitivas ou que distraiam o usuário, porque podem causar fadiga;
  • Como qualquer página da Web, o mais importante é disponibilizar conteúdo de alta qualidade e interessante para os leitores; 
  •  Criar título descritivo com menos de 70 caracteres;
  • Criar CTAs específicos;
  • Verificar se a Pesquisa Google consegue encontrar a Story;
  • Verifique se as Web Stories seguem as diretrizes de metadados de histórias em AMP;
  • Incluir marcações, como meta tags, title e description, dados estruturados, OGP e Card do Twitter.

Quer saber como alavancar audiências que geram negócios? Então,  entre em contato com a nossa equipe, que um especialista irá falar contigo.

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts