Os principais canais de conteúdo para instituições financeiras

Ter planejamento é fundamental para uma boa presença digital e alavancar a marca


Table of Contents


Ilustração: uma mão retirando uma carta de uma caixa de correios, representando os canais de conteúdo para instituições financeiras.As instituições financeiras contam com diversas possibilidades de canais de conteúdo para conversar com clientes e seu público-alvo.

No entanto, é fundamental ter boa presença digital e trabalhar em diferentes frentes de comunicação.

Isso faz a diferença no ganho de autoridade, posicionamento da marca, satisfação do cliente e outros aspectos essenciais para atrair, fidelizar e engajar consumidores.

Os canais de comunicação ajudam as marcas a se aproximarem do público, compreender suas demandas e oferecer produtos e serviços adequados às necessidades de pessoas e empresas.

Por meio dessas ferramentas, as instituições financeiras conseguem transmitir sua mensagem e manter a comunicação com consumidores constantemente.

Entenda quais são os principais canais de conteúdo para instituições financeiras e como elas podem utilizar cada ferramenta para interagir com usuários, realizar ofertas e, principalmente, aumentar a conversão de clientes. 

Quais são os melhores canais de conteúdo para instituições financeiras?

1. Aplicativos

É comum que bancos e outras instituições financeiras tenham aplicativos próprios para seus consumidores utilizarem.

Além de ferramentas complementares a outros recursos, como internet banking ou atendimento presencial, os aplicativos podem ser uma ótima oportunidade para fazer marketing.

Os apps ajudam a transmitir mensagens de forma direta ao consumidor, por meio de notificações e mensagens durante o uso do aplicativo.

É possível impactar clientes de maneira mais rápida e, em poucas palavras, estimular uma tomada de decisão voltada à venda ou aquisição de um serviço.

Por isso, as instituições financeiras devem trabalhar para se comunicar com clientes também pelos seus próprios aplicativos, já que eles são um canal de diálogo próximo do cliente.

2. Redes sociais

Imagem abstrata: um homem com um smartphone em mãos. No lugar da sua cabeça há um balão com um coração.

As redes sociais são espaços virtuais de informação, interação e até de entretenimento.

As marcas que sabem utilizar esses canais conseguem conversar com seu público, transmitir a mensagem que desejam e aumentar a conversão de clientes.

Plataformas como Facebook, Instagram, TikTok, Twitter, LinkedIn e YouTube são boas oportunidades de mostrar os produtos e os serviços financeiros de uma marca.

Vale lembrar que as redes sociais devem estar alinhadas com o tom de voz da marca e outras estratégias de comunicação.

3. Email marketing

O email é um canal de comunicação usado, segundo dados de 2021 da empresa Hubspot, por 4 bilhões de pessoas pelo mundo.

Com o email marketing, a instituição financeira pode realizar disparos de mensagens para uma base de contatos, que podem ser clientes ou pessoas que se cadastraram em um mailing list.

Os emails têm caráter particular, e as mensagens são recebidas após anuência dos consumidores, que se cadastraram na base ou aprovaram o recebimento de conteúdos por esse canal.

No email marketing, é possível usar estratégias como:

  • Newsletters informativas;
  • Fluxos de nutrição de vendas;
  • Mensagens transacionais.

4. Links patrocinados

Uma mão segurando um envelope de carta.

Os links patrocinados são um formato popular de mídia paga, na qual são exibidos anúncios que permitem direcionar pessoas às páginas de uma empresa.

Esses links são exibidos em formas de anúncio em:

  • Sites de busca, como o Google;
  • Emails;
  • Aplicativos;
  • Páginas de terceiros;
  • Marketplaces.

Também é possível realizar anúncios similares em redes sociais, que contam com ferramentas próprias para a exibição de publicidade no ambiente digital.

5. Blog

Um blog corporativo é um canal de conteúdo propício para estratégias relacionadas à divulgação de comunicados ou produção de conteúdo de qualidade para o público.

O blog contribui para o aumento de tráfego orgânico e autoridade de marca e é uma oportunidade de produzir artigos diversos que sejam relevantes para as pessoas.

Isso faz com que uma empresa seja reconhecida por fornecer conteúdo de qualidade e especializado nos temas que aborda no blog.  E isso contribui para a decisão de compra do público.

O blog ajuda sites e páginas da empresa a serem mais visitados, pois estimula o aumento de visitantes por meio de técnicas de SEO (Otimização para Mecanismos de Buscas).

Esse conjunto de atividades faz com que as páginas do site e do blog da empresa sejam destacadas em motores de busca como o Google.

Com isso, ao realizarem buscas orgânicas, os usuários poderão acessar conteúdos do blog, entrar em contato com a marca, manter um relacionamento com a empresa e, eventualmente, realizar compras.

Se você quer saber todas as possibilidades para o marketing digital de sua empresa, entre em contato conosco.

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts