Como vender produtos agro online?

Impulsionado pela pandemia, e-commerce veio para ficar no agronegócio


Table of Contents


Ilustração: uma mão segurando o celular. Ao fundo, diversas telas mostram produtos agro, representando a venda de produtos agro online.A internet e o e-commerce no universo agro vieram para ficar. E isso não é só uma impressão ou uma dedução: existem vários dados para comprovar.

Segundo a 8ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural, da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio, feita entre 2020 e 2021, 74% dos produtores rurais usam a internet para se atualizar.

Mais de três quartos deles (76%) usam o WhatsApp para realizar negócios, o que é uma tendência ainda nova. Já o YouTube triplicou sua importância no mundo agro em relação a 2017, quando tinha sido feita a pesquisa anterior.

Aliás, comparando com a pesquisa anterior é possível ver o avanço mais escancarado da tecnologia no meio rural: se em 2017 61% dos produtores tinham smartphone, o percentual saltou para 94% agora.

O próprio acesso à internet já chega quase à universalidade: está disponível para 91% dos produtores de animais e 88% dos agricultores. E eles são heavy-users: 57% usam a internet 15 vezes ou mais por dia, principalmente para ver informações e dados meteorológicos.

Outro estudo, “A Cabeça do Agricultor Brasileiro na Era Digital Pulso 2021”, feito pela consultoria McKinsey, mostra que o número de agricultores brasileiros que preferem canais online para compras em suas propriedades subiu de 36% para 46% em apenas um ano.

O percentual aumenta entre os mais jovens: 53% dos agricultores que têm de 35 a 45 anos têm como principal canal de compras o digital. Além disso, 58% deles vendem pelo menos metade da produção de modo online. 

Já entre os produtores que têm propriedades de grande porte, com mais de 2,5 mil hectares, independentemente da faixa etária, esses percentuais chegam a 73% e 71%.

Fica claro que as imposições trazidas pela pandemia contribuíram para esse boom da tecnologia, mas não só elas: o produtor mais jovem e o que cuida de propriedades enormes, que sempre estiveram mais inseridos no mundo tecnológico, estão vendo cada vez mais vantagens na venda online. 

Com ela, viram seu negócio não apenas sobreviver durante a crise, mas também crescer.

Gostou da ideia? Neste artigo, você verá algumas sugestões e dicas para colocar seus produtos na internet, independentemente do tamanho do seu agronegócio.

Por que vender produtos agro na internet?

Uma mão clicando em uma tela com produtos agro na internet.Se você quer entrar nas estatísticas que apresentamos acima, mas ainda não se convenceu sobre as vantagens disso, veja alguns dos motivos para começar a venda de produtos agro pela internet:

  • Você não precisa aumentar imensamente sua equipe para entrar no marketing digital;
  • É possível iniciar a venda online de forma econômica e com baixos custos;
  • Você pode aproveitar para aumentar as vendas dos produtos secundários, além dos seus carros-chefes, e até testar novos produtos;
  • Você tem liberdade maior para experimentar e fazer testes de venda, além de incrementar sua marca;
  • Você pode segmentar seu público para oferecer produtos mais personalizados, atendendo às necessidades específicas de cada cliente;
  • E provavelmente o mais importante de todos: com a internet, aumentam exponencialmente suas chances de alcançar mais pessoas e aumentar seu público-alvo e, consequentemente, sua clientela.

O resultado de tudo isso? É simples: suas vendas vão aumentar!

Como vender produtos agro online?

OK, mas, afinal, como faço para vender produtos agro online?

Existem três caminhos principais, cada um com suas especificidades, que vamos detalhar a seguir.

Site próprio

Este é um caminho interessante para os negócios de médio e grande porte que queiram se destacar no mundo de oportunidades da internet.

Com o site próprio, você pode investir em conteúdos de qualidade, imagens bonitas dos seus produtos e pode segmentar seus clientes para oferecer a experiência mais personalizada para eles.

Os sites também podem ter lojas online próprias, para estimular que o cliente que se interessou pelo conteúdo possa concluir a visita com uma compra.

Marketplaces

Marketplaces são espaços grandes e já consolidados de compra e venda de produtos.

Ou, em outras palavras, são plataformas digitais que permitem que diferentes lojistas anunciem seus produtos, em troca de uma comissão.

Dois marketplaces muito conhecidos no Brasil são a OLX e o Mercado Livre, por exemplo.

Mas você sabia que existem diversos marketplaces específicos para o universo agro? Veja alguns exemplos:

Plataformas

Se o marketplace é um shopping, a plataforma de e-commerce é a lojinha de rua. Em outras palavras: é um espaço para você criar a sua loja virtual, que será só sua, e sem comissão para o marketplace.

A desvantagem em relação ao marketplace é que ele muitas vezes já é um site grande, conhecido, com muitos clientes, muito buscado. Já a vantagem é que você não terá milhares de concorrentes com os quais será comparado a cada busca.

Veja alguns exemplos de plataformas de e-commerce:

Agora que você sabe as opções de venda online, antes de colocar a mão na massa, é preciso pensar estrategicamente: qual o melhor momento para entrar no mercado online? 

Sua logística já comporta essa mudança? O ideal é colocar todos os seus produtos à venda ou começar com um carro-chefe e ir incluindo os demais aos poucos? Você já tem fotos bonitas dos seus produtos para ajudar na divulgação? E o conteúdo, está relevante para seus clientes?

O marketing de conteúdo vai te ajudar nesse ponto, que é provavelmente o mais importante de todos. Se quiser saber mais sobre isso, entre em contato conosco e converse com um especialista no assunto!

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts