O que é e como criar um conteúdo topo de funil

Marketing de conteúdo é ótima estratégia para atração e conversão de leads em clientes; entenda!

Table of Contents

Ilustração: megafone

Se você chegou até este artigo, provavelmente está pensando em usar o marketing de conteúdo para fazer sua expertise chegar a um maior número de pessoas, que poderão, quem sabe, tornar-se seus clientes algum dia.

Faz bem! Essa é uma estratégia de marketing poderosa, justamente porque oferece valor para as pessoas, ajuda-as a solucionar suas dúvidas ou problemas e, consequentemente, faz com que elas entrem, “sozinhas”, no funil de vendas.

Afinal, num mundo inundado por tantas informações, aquelas que se destacam pela qualidade e acurácia ganham o respeito e a confiança dos internautas.

Neste texto vamos falar um pouquinho mais sobre esses conceitos todos: funil, o topo de funil e, claro, mostrar qual é o conteúdo ideal para esta etapa.

O que é topo de funil?Ilustração: funil

Antes de falar sobre o topo de funil, vamos explicar rapidamente o que é o funil.

O funil de marketing (ou de vendas) é uma representação do percurso que uma pessoa faz até se tornar cliente da sua marca.

As pessoas entram espontaneamente no funil, em busca do seu conteúdo, que aparentemente oferece uma resposta ou solução para algo que virou uma questão para aquela pessoa, naquele momento.

E, se o conteúdo for de qualidade, não só vai atrair aquela pessoa, mas também retê-la até ela virar sua cliente.

Esse é o pilar do marketing de conteúdo.

A pessoa entra pelo topo do funil (ToFu). Ela e muitas outras, que encontraram por meio da SERP conteúdos de qualidade, informativos e didáticos sobre o assunto que é do seu domínio.

Por exemplo, se você produz suplementos alimentares, ela pode ser uma pessoa em dúvida sobre a necessidade de tomar suplementos, que fez uma busca no Google do tipo: “Quando tomar suplementos alimentares?”

Chegou ao seu blog com um artigo que explica o que são suplementos e quando eles são indicados. Esse texto é totalmente informativo e nem sequer cita a sua marca.

Ela se interessou pelo conteúdo e se inscreveu no seu blog ou site para receber uma newsletter. Com isso, ela virou um lead e pulou para o próximo estágio de relacionamento com sua marca: o meio de funil (MoFu).

Por email, ela recebe de você um estudo comparando diversas marcas de suplementos alimentares, com todas as informações técnicas, os preços, vantagens e desvantagens, além de depoimentos de consumidores.

Trata-se de um conteúdo mais personalizado e mais aprofundado dentro das necessidades dessa pessoa e que, pela primeira vez, vai citar sua marca – em meio a outras – como uma solução para o problema que levou aquele lead até você em primeiro lugar.

O estudo é ainda totalmente informativo e não tem aquele tom de venda – mas é nele que se destacam as vantagens da sua solução. É a consumidora que vai, a partir das pesquisas que ela faz e dos conteúdos que recebe (inclusive seu email) decidir se irá ou não adquirir o produto.

Quando ela se sentir pronta para saber mais sobre o seu produto especificamente, ela vai pular para a última etapa: o fundo de funil (BoFu). 

Quando ela estiver lá, você pode mandar um email, por exemplo, com um cupom de desconto. Ou uma página promocional com frete grátis. Ou oferecer uma consultoria especializada para ela tirar as últimas dúvidas sobre sua marca antes de comprar.

Depois de passar por todo esse funil, sendo nutrida pelas suas estratégias de marketing, é que ela vira sua cliente.

E aí entram as estratégias de retenção e de encantamento, para fidelizar o cliente, torná-lo alguém que faça boas avaliações do seu produto e o recomende para os outros. Tudo alinhado com a equipe de pós-venda, claro!

Deu para ver como o topo de funil é importante nesse processo?

É pelo topo que várias pessoas – potenciais clientes – vão ter contato com a sua marca num primeiro momento. E que, se encontrarem conteúdo de qualidade, vão querer continuar estreitando o relacionamento com a marca depois.

Quais são as características do conteúdo para topo de funil?

Lembre-se: é pelo topo do funil que os clientes entram em contato com a sua marca.

Isso se dá, principalmente, depois que eles fazem uma busca no Google com alguma dúvida que têm ou problema que precisam resolver.

Essas pessoas ainda estão longe de serem clientes. Elas muitas vezes nem sequer conhecem sua marca. Entraram ali com o único propósito de esclarecer algo.

O conteúdo de topo de funil deve ter isso em mente: ser um conteúdo que vai trazer INFORMAÇÕES VALIOSAS sobre um determinado assunto que levou aquelas pessoas a entrarem naquele conteúdo.

Então, em resumo, os conteúdos de topo de funil têm as seguintes características:

  • São informativos, educativos, didáticos, valiosos e bem apurados, a partir de fontes confiáveis;
  • Têm o texto claro, direto, explicativo e interessante;
  • São mais genéricos do que personalizados, ou seja, feitos para atrair, engajar e fornecer informações de interesse para uma ampla gama de pessoas;
  • Não citam sua marca em nenhum momento, não querem vender nenhum produto ou serviço, não usam linguagem publicitária;
  • De preferência, são conteúdos acompanhados de um design bonito e funcional, que ajude a proporcionar uma boa experiência para o usuário que chegou até ali.

Outra coisa: quem navega pela internet encontra MUITA coisa repetitiva. Uns copiando dos outros o tempo todo.

Quanto mais diferenciado for o conteúdo de topo de funil, melhor. Mais ele poderá se destacar tanto para o Google quanto para as pessoas que querem ler ou ver algo realmente relevante – e não apenas mais do mesmo.

Como criar conteúdo para topo de funil?

Como dissemos no tópico anterior, os conteúdos de topo de funil devem ser informativos, didáticos, bem escritos e interessantes. O ideal é que também se diferenciem do mar de conteúdos que são produzidos pela concorrência.

Bons canais para este estágio são:

  • blogs,
  • redes sociais,
  • eBooks,
  • infográficos,
  • webinars,
  • newsletters.

E o conteúdo pode ter diversos formatos:

  • de notícia
  • posts de blogs com tom mais didático
  • tutoriais
  • infográficos
  • podcasts
  • vídeos
  • resenhas

E muitos outros! Aproveite esse estágio em especial para caprichar nas técnicas de SEO para que seu conteúdo seja bem ranqueado no Google e muitas pessoas possam encontrá-lo.

Se você entendeu como os conteúdos de topo de funil podem fazer a diferença na hora de atrair clientes para seu negócio, talvez seja a hora de investir neles! Entre em contato e marque uma conversa com nossos especialistas, que saberão trazer a melhor solução para seu negócio.

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts