Entenda o que é automação de marketing e conheça seus benefícios

Muito além de deixar processos mais simples, eficazes e escaláveis, ferramentas trazem outras vantagens


Table of Contents


Ilustração: um robô próximo a um notebook realizando tarefas, representando a automação de marketing.

O marketing engloba várias estratégias e ações que têm o objetivo final de atrair ou reter clientes. 

E uma das formas de atingir esse público em grande escala, mas, ainda assim, de uma forma personalizada, é por meio da automação de marketing.  

Como o nome já sugere, estamos falando do uso de tecnologias para automatizar os processos de marketing. No entanto, como isso acontece? Essa automação realmente é eficiente?

Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre esse assunto.

O que é automação de marketing?

Quando o assunto é automação de algum processo, é comum pensar em algo genérico, que atinge a todos, ao mesmo tempo, da mesma maneira. Mas, neste caso, é justamente o contrário. Aqui o negócio é a grande possibilidade de segmentação.

A automação de marketing envolve ações como o disparo de emails para determinados grupos, respostas automáticas nas redes sociais, chatbots, agendamento de postagens entre outras. 

O grande objetivo é manter um relacionamento mais personalizado com o público, de forma que atenda a seus anseios e o leve até a última etapa do funil de vendas.

Quais as vantagens da automação de marketing?

Uma mão robótica e uma humana se tocando.

Muito além de deixar os processos mais simples, eficazes e escaláveis, as ferramentas de automação trazem diversas vantagens para o marketing. As principais são:

1. Relacionamento com clientes em potencial

São vários os motivos que fazem com que um lead não conclua sua jornada de compra. Mas isso não significa que no futuro não vá comprar. Por essa razão, é importante manter uma relação com esse cliente em potencial, o que faz com que ele se lembre da sua marca no futuro.

2. Identificação da etapa do funil 

Antes de adquirir um produto ou serviço, o potencial cliente passa por alguns estágios, como a identificação de uma necessidade e a busca para supri-la. É o chamado funil de vendas.

De nada adianta oferecer conteúdos que não estão de acordo com o momento em que o lead se encontra. Por exemplo: não faz sentido enviar informações sobre cursos de pós-graduação para quem ainda está estudando para o vestibular, concorda?

As ferramentas de automação de marketing permitem analisar o perfil e o comportamento do usuário,  identificar o estágio no qual ele se encontra e, a partir disso,  ajudar o negócio a saber como atingir esse potencial cliente com a abordagem correta para o momento.

3. Comunicação segmentada

As ferramentas de automação permitem dividir os leads em diferentes categorias, como faixa etária, interesses, estágio no funil, áreas de atuação e por aí vai. Com essa segmentação, é possível personalizar a comunicação, o que agrega muito mais valor para o seu público. 

4. Mais produtividade para a equipe

Fazer o monitoramento individual de cada ação de um lead para enviar conteúdos personalizados seria algo inviável, mesmo que se contratasse uma grande equipe. 

A automação permite que o time de marketing direcione seu tempo e talento para atividades que realmente exijam uma pessoalidade e, até mesmo, um atendimento direto e individual.

5. Redução do custo de aquisição de clientes 

O CAC é um indicador de quanto dinheiro é necessário investir para conquistar cada cliente. Ao adotar a automação, esse valor fica menor, ao passo que aumenta a taxa de lucro. 

6. Redução do ciclo de venda

Ao alimentar o lead com conteúdos relevantes ao longo do funil de vendas, ele já chega no momento da conclusão mais preparado e certo do que deseja. Com isso, o tempo do ciclo de venda é reduzido.

7. Retenção de clientes

Uma vez que os clientes realizam a compra conscientes da escolha feita, são grandes as chances deles ficarem satisfeitos. Além disso, o relacionamento estabelecido até ali e que será mantido após a conversão, faz com que eles se fidelizem e voltem a comprar no futuro. 

Quais são as principais ferramentas de automação de marketing?

Uma mão robótica próxima a uma engrenagem.

São várias as opções de ferramentas para a automação. Conheça quatro delas:

1. HubSpot Marketing Hub

A HubSpot é uma das principais referências em inbound marketing. A empresa possui ferramentas que facilitam o gerenciamento de leads e de conteúdos, enviam mensagens, fazem análises completas de métricas de taxas de conversão e acessos. Além disso, informa, até mesmo, se o lead está pronto para receber contato e, assim, concluir sua jornada.

2. RD Station

Desenvolvida pela Resultados Digitais, essa ferramenta possibilita a criação de landing pages, o agendamento e o disparo de emails, a publicação agendada em redes sociais, a análise de leads, entre outros serviços.

3. MailChimp

Outra importante ferramenta para quem investe no email marketing, esse software oferece a integração direta com redes sociais, a criação de anúncios nelas, o agendamento e o disparo de emails, além do monitoramento de campanhas.

4. Active Campaign

Essa ferramenta oferece um recurso que possibilita identificar o local em que o lead estava ao receber seu email. Outros serviços oferecidos são a segmentação de leads, a personalização de conteúdos, a integração com outros aplicativos, a localização de contatos mais engajados, entre outros. 

Como implementar a automação de marketing do zero?

O primeiro passo é entender quais são os objetivos da sua empresa antes de adotar essa estratégia. 

1. Planejamento

  • Identifique qual é o seu público-alvo (personas);
  • Determine quais ações devem ser automatizadas;
  • Estabeleça um valor de investimento;
  • Desenhe as jornadas de compra do seu lead para visualizar o que  deve ser feito em cada uma delas para atraí-lo e levá-lo até a conclusão da fase final.

2. Base de contatos

A automação só é possível se tiver informações para segmentar seu público e oferecer conteúdos personalizados. Por isso, reúna os dados que você tem e estabeleça quais são os outros necessários. Criar um formulário de geração de leads é importante nessa etapa, justamente para ter esses subsídios.

3. Produção de conteúdos

Antes mesmo de automatizar o marketing, é preciso ter conteúdos de qualidade já produzidos para enviar e atrair o seu público-alvo. Crie um calendário editorial pensado para cada uma das etapas do funil de vendas.

4. Ferramenta de automação

Nesta etapa, sim, é o momento de contratar a ferramenta de automação que mais atende às expectativas do seu negócio. É importante, ainda, que sua equipe esteja qualificada para trabalhar com o software escolhido. Por isso, incentive a realização de treinamentos. Depois, desenhe os fluxos de automação, os objetivos de cada um e, finalmente, segmente e personalize seus conteúdos. 

5. Marketing e vendas

É fundamental que os setores de marketing e vendas estejam integrados para um atendimento alinhado em todas as etapas da jornada de compra. Faça com que as duas equipes participem da definição das metas dos fluxos, em que momento o lead do marketing passará para o time de vendas, quais dados precisam ser coletados etc.

6. Melhorias contínuas

As estratégias de automação não só podem como devem ser constantemente analisadas e adaptadas de acordo com os resultados alcançados. Otimizar as ações aumenta as chances de melhorar as taxas de conversão nas diferentes etapas do funil, e é importante que toda equipe esteja envolvida nisso. 

Quer implementar processos de automação de marketing na sua empresa, mas ainda tem dúvidas de como começar?  Entre em contato conosco, que nossos especialistas vão ajudar a sua marca a atrair mais clientes.

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts