Conteúdo gerado pelo usuário: um guia para estimular a produção

Entenda como essa criação por parte dos consumidores ajuda marcas no fechamento de novos negócios

Table of Contents

Uma mão mexendo no celular

Em meio ao turbilhão de conteúdo produzido na web diariamente, um formato ganha destaque: o User Generated Content (na sigla, UGC).

Não é segredo para ninguém que a internet democratizou os meios de comunicação. De fato, a tecnologia modernizou e aperfeiçoou o universo da criação de conteúdo. 

Hoje, com poucos cliques, um usuário pode publicar blog posts, editar imagens e vídeos ou produzir podcasts. Cada pessoa é um veículo de mídia em potencial. 

Quando se fala em marketing de conteúdo, o conteúdo gerado pelo usuário representa muito mais do que o ganho exponencial de alcance.

O estímulo a essa prática gera engajamento, serve como prova social e, em termos financeiros, representa economia, já que a criação de conteúdo custa caro. 

Mas, afinal, como estimular que os usuários espontaneamente criem peças relacionadas a produtos e empresas?

É exatamente sobre isso que se trata o texto a seguir. Então, se você quer saber mais sobre o User Generated Content, continue a leitura e descubra como estabelecer alianças entre pessoas e marcas. 

O que é User Generated Content?Um coração saindo do nootbook

User Generated Content (UGC) se refere a um conteúdo gerado pelo usuário. Ou seja, ocorre quando um indivíduo publica uma peça relacionada a uma marca ou produto em seus próprios canais digitais

Essas peças podem ter diferentes características:

  • Formato: texto, vídeo, imagem, áudio, PDF;
  • Tipo: review, lista, comparativo, perguntas e respostas, depoimento;
  • Modelo: social post, blog post, webinário, ebook, newsletter;
  • Canal: email, rede social, blog, app de comunicação e site.

De acordo com a pesquisa Shopper Experience Index (Bazaarvoice, 2022), 77% dos compradores afirmam que se sentem mais propensos a realizar uma compra quando é encontrada por meio do conteúdo gerado por usuários. 

A principal função do User Generated Content é trazer aos potenciais clientes uma visão imparcial sobre um produto ou serviço, gerando provas sociais da confiabilidade da marca. 

Diferentemente dos anúncios tradicionais ou dos comerciais de TV, que apelam para o lado emocional, o UGC traz um ponto de vista racional, com o objetivo de gerar uma boa experiência com o produto comprado ou evitar gastos com itens de baixa qualidade.

Esse formato funciona como a recomendação amigável de outras épocas, o famigerado boca a boca. 

Ao observar uma avaliação de usuário, o potencial comprador se sente confortável para tomar uma decisão,  mais do que quando uma marca fala sobre o próprio item.

Qual é a importância do UGC?

Na era digital, as relações de compra e venda foram atualizadas. Se antes as decisões eram tomadas com base em mensagens unidirecionais (da empresa para o consumidor), com a formação de comunidades virtuais esse panorama mudou. 

Nos dias atuais, antes de fazer uma compra, as pessoas pesquisam. É o que aponta a Brand Rated (2022), que afirma que 95% dos consumidores adotam essa prática. 

Ao fazer isso, 9 em cada 10 pessoas buscam por provas sociais, pessoas reais que auxiliam o consumidor na hora de investir seu dinheiro.

Isso não anula o fato de que, muitas vezes, ocorre também a descoberta espontânea, como acontece quando um influenciador indica um produto que seus seguidores sequer sabiam que precisavam. 

Nesse caso há uma redução de ciclo no funil de vendas que, quando gerado de maneira espontânea, ocasiona numa economia de gastos. 

O User Generated Content auxilia também na retenção de clientes. Quando comunidades são criadas no entorno de uma marca, há grandes chances de as pessoas voltarem a comprar. 

Para melhorar a receita do negócio, as pessoas precisam permanecer engajadas. 

A indústria alimentícia estimula a criação de receitas. Empresas voltadas ao entretenimento criam fóruns de discussão. E o setor automotivo incentiva a troca de experiências nas redes sociais. E esses são apenas alguns exemplos. Quando se fala nesse modelo, não existem limites. 

Como estimular a criação do User Generated Content?Um pacote sendo entregue para outra pessoa

O User Generated Content é o conteúdo gerado pelo usuário, mas há um porém: ele deve ser espontâneo. É aqui que essa prática se diferencia do marketing de influência. 

Quando ocorre pagamento para divulgação, trata-se de propaganda, mesmo quando camuflada para parecer natural. 

É por isso que fomentar a criação de conteúdo a partir da comunidade de consumidores não é uma tarefa fácil. Contudo, há táticas de encorajamento, as quais serão tratadas a seguir. 

Formação de comunidades

A formação de comunidades é uma das mais poderosas ferramentas para estimular o User Generated Content. É por meio dela que é gerado o love brand

Tanto que uma figura cada vez mais presente dentro das empresas é o community manager, cuja função é dialogar com clientes leais, criar eventos e, claro, fazer com que mais pessoas se aproximem da marca. 

Parcerias

As parcerias com pessoas da comunidade são um ótimo meio para conquistar análises de produtos. 

Normalmente, versões demonstrativas ou completas são enviadas às pessoas. Apesar disso, é preciso ter em mente que a avaliação é feita sem interferência da marca, podendo, inclusive, ser negativa. 

Hashtags

As hashtags são responsáveis por agregar conteúdos (especialmente nas redes sociais) que possuam uma mesma etiqueta. 

Ao incentivar sua criação (ou criar as próprias hashtags de marca), os usuários sentem-se mais próximos aos produtos e, naturalmente, criam seus próprios conteúdos relacionados. 

Interação

É claro que as interações entre pessoas e marcas não poderiam ficar de fora. Ao criar um conteúdo, o usuário deseja que tenha um bom alcance. 

Com isso, é natural que desejem o engajamento com a própria empresa, que acontece por meio de compartilhamentos, reações sociais e comentários. 

O User Generated Content pode fazer muito pelo seu negócio. Ao estabelecer laços entre usuário e marca, é possível construir relacionamentos duradouros que beneficiem tanto as empresas quanto as pessoas. 

Se você gostou desse texto, que tal se inscrever na nossa newsletter e receber muitos outros conteúdos como este?

marketing-digital

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts