Taxa de Rejeição: saiba como ela afeta a estratégia de marketing

Quando essa métrica está alta, significa que há algo de errado com seu site ou blog


Table of Contents


Ilustração: uma pessoa observa um smartphone. À frente dela, uma mão faz o sinal de negativo, representando a taxa de rejeição.

Entre as principais métricas de marketing digital está a taxa de rejeição, também conhecida como bounce rate.

Esse índice tem relação com sites e blogs e permite que se possa entender o grau de engajamento dos visitantes.

Sem observar a taxa de rejeição, é possível cometer erros que atrapalham o objetivo de converter seu público-alvo em clientes.

Neste artigo, saiba mais sobre a taxa de rejeição, além de sua influência no marketing e como melhorar esse índice caso ele esteja alto demais.

O que é a taxa de rejeição?

Taxa de rejeição ou bounce rate é uma métrica que mostra quantos visitantes acessam um determinado site e saem dele logo em seguida, sem interagir com links nem outras páginas do mesmo domínio.

Quanto mais alta a taxa de rejeição, pior para um blog ou site. Quando acontece o contrário, significa que quem visita interage com o conteúdo, navega por outras páginas e pode, em um determinado momento, entrar em um fluxo de compra.

É importante diferenciar a taxa de rejeição da taxa de saída, que também é uma métrica relacionada a sites.

Enquanto bounce rate significa que uma página do site foi “a única visualizada em todas as sessões que começaram com ela”, a taxa de saída, de acordo com o Google Analytics, “é a porcentagem em que a página foi a última na sessão para todas as exibições de página”.

Ou seja, caso um visitante entre no site e continue a navegação em outras páginas, não haverá contabilização de taxa de rejeição, apenas de taxa de saída.

Como a taxa de rejeição influencia no marketing?

Uma mão fazendo o gesto de peteleco sai de um notebook, representando o bounce rate.

A taxa de rejeição deve ser acompanhada de perto, pois indica que um site não está conseguindo reter seus visitantes. Esse é  um sinal de que as páginas apresentadas não são relevantes para esses usuários. E os motivos podem ser diversos, como veremos mais adiante.

É importante aumentar o número de visitas, pois isso eleva também a chance de uma marca conseguir converter mais leads e, posteriormente, ter mais clientes.

A taxa de rejeição pode ser um indicativo de problemas técnicos no site, de uma experiência ruim do usuário ou em razão de conteúdo pouco atrativo e relevante, por exemplo.

Tudo isso atrapalha estratégias de conversão de clientes, já que fica difícil para a marca conseguir atrair seu público-alvo para o funil de marketing.

Com uma bounce rate alta, também será mais complicado conseguir informações de contato do público em formulários, o que prejudica outras possibilidades de abordagem de marketing, como o email marketing e a newsletter.

Como melhorar a taxa de rejeição?

Uma mão segura um smartphone. Ao redor dela, vários ícones que remetem à internet.

Aposte em boas estruturas de texto e na experiência de leitura

É importante que os conteúdos das páginas sejam relevantes, de interesse de seu público-alvo e não contenham parágrafos longos. Os textos precisam ser claros e objetivos.

A presença de elementos gráficos, como fotos, infográficos e vídeos, ajudam também a despertar o interesse do usuário e a retê-lo.

Tudo isso torna a experiência de leitura mais agradável, o que aumenta as possibilidades de navegação em outras páginas.

Nova call to action

Adicione links internos e CTAs

Os links são outra forma de melhorar taxas de rejeição ao dar a oportunidade para visitantes navegarem por outras páginas do site.

É fundamental inserir os links em termos estratégicos e coerentes, para que o leitor possa saber mais sobre um determinado assunto citado no conteúdo que está lendo.

Outro recurso importante para diminuir bounce rate são as CTAs (call to action, ou chamada para ação, na tradução literal para o português).

Esse recurso estimula visitantes a clicarem em links ou botões por meio de palavras de comando e também pode induzi-los a deixar seu endereço de email e seguir a navegação, por exemplo.

Atenda às expectativas de visitantes

Ao ser atraído para um site, o visitante espera encontrar aquilo que busca.

Isso vale tanto para quem chegou ao site através de mecanismos de busca ou por anúncios veiculados em outras páginas ou nas mídias sociais.

Caso o usuário perceba que o conteúdo apresentado na página não responde à sua dúvida ou demanda, o visitante provavelmente abandonará a página. E a sua taxa de rejeição vai subir.

Por isso, sempre ofereça conteúdos de qualidade e que tenham relevância para o seu público.

Os conteúdos devem responder à palavra-chave usada na pesquisa ou ao anúncio apresentado pela marca, para evitar frustrações.

Quer melhorar a taxa de rejeição de suas páginas e obter mais clientes? Entre em contato conosco e conheça nossas estratégias de atração, conversão e encantamento de clientes.

Nova call to action

ARTIGOS RELACIONADOS

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber tendências e análises sobre as melhores práticas de marketing digital

Últimos Posts